A coleção bizantina do Metropolitan Museum (Nova Iorque) – parte II

3

junho 23, 2011 por João Vicente

Na entrada de hoje, irei continuar com a publicação das fotos que tirei da coleção bizantina do Metropolitan Museum de Nova Iorque.

A coleção bizantina do Metropolitan Museum (Nova Iorque) – parte I

A coleção bizantina do Metropolitan Museum (Nova Iorque) – parte III

Iniciarei o post com a foto de um ícone de marfim esculpido entre os anos 1000-1200, retratando a imagem do Cristo Pantocrator. Assim como a imagem de Cristo mais comum no Ocidente é a de sua crucificação, em Bizâncio e na Cristandade Oriental em geral, Jesus aparece mais freqüentemente em sua função escatológica no Juízo Final, onde ele irá separar os bons dos maus. Sendo assim, o Cristo Pantocrator, que em grego quer dizer “Todo-Poderoso”, é uma figura severa e geralmente representado nas cúpulas das igrejas, para assim reafirmar sua posição de juiz universal. Podemos pensar que essa é uma concepção análoga a do imperador bizantino, que, a semelhanças de Cristo, posicionava-se acima de toda humanidade e tinha plenos poderes sobre ela.

Ícone de marfim retratanto o Cristo Pantocrator. 1100-1200

Continuando com os itens religiosos, passo agora para um Saltério fabricado em aproximadamente 1100, onde vemos uma representação de Maria (Hagiosoritissa). Os Saltérios tinham um papel significativo dentro da liturgia da Igreja Bizantina e eram instrumentos importantes de alfabetização dessa sociedade.

Saltério bizantino feito de pergaminho folhado a ouro e tinta. aprox. 1100

Detalhe do Saltério retratando a Virgem Hagiosoritissa

A próxima foto mostra a base de uma tigela de vidro retratando um casal de noivos em tradicional pose romana, produzido entre os anos 300 e 500. Pela personalização e sofisticação do objeto e pela inscrição (VIVATIS IN DEO ou “Vivam em Deus), percebe-se que se trata de um casal abastado de religião cristã.

Fundo de vasilha de vidro retratando casal de noivos romano-bizantino. 300-500.

Continuando os itens de uso cotidiano, o Metropolitam Museum tem uma interessante coleção de peças de roupas de provável origem bizantina. Tecidos são materiais frágeis, que se perdem muito facilmente no decorrer do tempo, então geralmente os tecidos que nos chegam são trapos que perderam a cor no decorrer dos séculos. Raras são as peças completas que se mantêm. Por isso que os chapéus e a túnica das fotos abaixo são tão impressionantes. Essas roupas foram achadas no Egito, local de clima seco, o que permitiu que elas mantivessem nesse ótimo estado de conservação até os dias de hoje, tecidas entre os anos 300 e 800 e identificadas como sendo bizantinas.

A túnica é de fato a peça mais interessante. Feita de lã e linho, sua decoração de linhas entrelaçadas e fazendo nós dentro das faixas estão nos ombros da roupa e nos quadrados da parte inferior dela tinha uma função que ia além da estética. Os antigos acreditavam em mal-olhados e essa decoração intrincada tinha a função de confundir os olhares dos observadores.  

Chapéu de lã bizantino achado no Egito. 300-800.

Chapéu de lá tingido de azul e rosa com decoração de lã bordada em branco, verde e rosa. 400-900

Túnica de lã feita em tear de tapete de cor púrpura e de linho descolorido. Achado no Egito. 300-800

Podemos ver mesmo padrão decorativo nesse jarro abaixo, produzido também no Egito entre 600 e 700. No entanto, percebemos um tema marítimo nesse jarro, assim os padrões intrincados pretendiam imitar as ondas do oceano.

Jarro pintado de armazenagem feito de cerâmica. Achado no Egito. 600-700

Passo agora para os itens mais “imperiais” de hoje. O primeiro é um cinturão incompleto feito de solidi, moedas de ouro bizantina, cunhadas em sua maioria durante o reinado de Maurício Tibério (582-602). As moedas utilizadas para fazer esse cinturão muito provavelmente não foram cunhadas para a circulação, mas para serem dadas como presente a algum notável bizantino ou estrangeiro e o presenteado, querendo mostrar o favorecimento do imperador, utilizou essas moedas para fazer um item de uso público.

Cinturão incompleto de ouro feito de solidi e medalhões. 582-602

Agora chegamos no último item dessa entrada e o mais impressionante: painéis de marfim comemorativos celebrando o consulado do futuro imperador Justiniano I, em 521.

Esses painéis são impressionantes, pois comemoram o início da vida pública daquele que é o imperador bizantino mais famoso. Justiniano presenteou o Senado de Constantinopla com esses painéis como agradecimento por esses terem o elegido como Cônsul. Nessa época o Senado tinha pouquíssimo poder de fato e basicamente ratificava as decisões do imperador e, no caso, quem decidiu nomeá-lo cônsul foi seu tio e imperador Justino I (518-527). No entanto, devido a forte ênfase bizantina em manter seu legado romano, essa ratificação senatorial era ainda muito importante, o que justifica o agradecimento de Justiniano.

As inscrições traduzidas dizem o seguinte: “(Em cima)Flavius Petrus Sabbatius Justinianus, nobre, oficial e chefe da cavalaria e comandante-em-chefe da infantaria e cônsul entrando no cargo em tempo certo; (no centro) Esses presentes, de certo pequenos em valor mas grandes em honra, eu, como cônsul, ofereço aos meus senadores.

Paineis de marfim comemorativos celebrando a nomeação de Justiniano I ao cargo de consul, em 521.

Desse modo terminamos a segunda parte da coleção bizantina do Metropolitan Museum de Nova Iorque. Ainda haverá uma última parte com os itens que, em minha opinião, são os mais fascinantes de toda a coleção, senão de todo museu.

 Por João Vicente

Anúncios

3 pensamentos sobre “A coleção bizantina do Metropolitan Museum (Nova Iorque) – parte II

  1. alan patrich disse:

    ooo mosaico justiniano e sua corte explique que cada um deles??

  2. […] A coleção bizantina do Metropolitan Museum (Nova Iorque) – parte II  […]

  3. […] A coleção bizantina do Metropolitan Museum (Nova Iorque) – parte II […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Junte-se a 97 outros seguidores

Arquivos

%d blogueiros gostam disto: