Das Fronteiras para Constantinopla. Dissertação por João Vicente M. P Dias. (2010)

5

junho 7, 2011 por João Vicente

Com essa entrada iremos iniciar a categoria “Acadêmico”, onde tentarei relacionar toda produção acadêmica sobre Bizâncio. Então aqui você irá encontrar artigos científicos, anais de congressos, monografias, dissertações e teses cujo tema é Império Bizantino ou qualquer outro diretamente relacionado. Para inaugurar essa categoria postarei minha dissertação de mestrado concluída em 2010.

Título: Das Fronteiras para Constantinopla: inserção da canção de Digenis akrites no cenário político bizantino (séculos II e XII).

 Autor: João Vicente de Medeiros Publio Dias

 Tipo de trabalho:   Dissertação apresentada para a banca de  defesa do título de Mestre na linha  “História Cultura e Poder” do programa  de Pós-Graduação em História da Universidade Federal do Paraná. Orientador: Profa. Dra. Marcella Lopes Guimarães

 Resumo: Dentro da produção literária bizantina, há um gênero que se destaca dos demais e foi a base para a literatura grega moderna: o ciclo épico fronteiriço, sendo a obra principal a Canção de Digenis Akrites. Considerava-se que a  Canção  fosse uma compilação nostálgica, feita na passagem do século XI para o XII, por um aristocrata – talvez exilado em Constantinopla – que tinha como objetivo recolher a tradição épica que marcava a identidade de uma elite ex-fronteiriça e de um tempo glorioso que havia se acabado. Nesse sentido, essa Dissertação dividiu-se em dois momentos. Em primeiro lugar, analisa os pequenos cantares akríticos como uma expressão de uma aristocracia fronteiriça num período entre a invasão muçulmana do século VII e a supremacia turca no último terço do século XI. Num segundo momento, analisa a  Canção de Digenis Akrites como uma expressão das mudanças que estavam acontecendo com Bizâncio no período da composição. Entretanto, contestamos aqui conceitos-chaves utilizados para a maior parte dos estudos feitos sobre essa fonte, como “Apogeu” no século X, “Decadência” no século XI e “Nostalgia” relacionada à composição da Canção. Desse modo, analisamos essa fonte como um reflexo do estabelecimento do regime aristocrático e da reafirmação do poder imperial iniciada com  a elevação de Aleixo I Comnenos (1081-1118) ao trono. Nesse sentido, buscamos uma série de indícios que confirmariam a relação entre a  Canção de Digenis Akrites com a figura e o reinado desse imperador.

Palavras-chave: Bizâncio, Canção de Digenis Akrites, Aleixo I Comnenos, Fronteira, Constantinopla, História Política.

 PDF

 Por João Vicente

Anúncios

5 pensamentos sobre “Das Fronteiras para Constantinopla. Dissertação por João Vicente M. P Dias. (2010)

  1. […] primeira semana aconteceu em 2010, quando defendi minha dissertação, que fazia parte do evento, e teve a participação do bizantinista argentino Pablo Ubierna, que […]

  2. Forum SEO disse:

    An all around amazingly written blog post.

  3. You’re completely correct with this writing…

  4. […] trabalho da entrada “acadêmica” de hoje é um artigo de minha autoria e fruto de meu trabalho de Dissertação de Mestrado publicado na tradicional revista espanhola Erytheia, da sociedade hispano-helenica. Nele eu exponho […]

  5. Bruno Alvaro disse:

    Parabéns pelo blog João… Já indiquei para os meus alunos da História Medieval na Universidade Federal de Sergipe! É muito bom ver uma historiografia sobre Bizâncio na Idade Média surgindo no nosso país! Vida longa!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Junte-se a 97 outros seguidores

Arquivos

%d blogueiros gostam disto: